Publicado comentário de jurisprudência do Dr. Carlo Masi na Revista dos Tribunais

Comentário sobre o Resp nº 1782386/RJ, no qual a 5ª Turma do STJ decidiu que “É válida a prova produzida com o acesso aos dados da agenda telefônica em celular, sem autorização judicial, pois a garantia de proteção contitucional de sigilo telefônico não se estende aos dados do aparelho”.

Artigo

Compartilhe:

Facebook
Google+
Twitter
LinkedIn
Abrir Whatsapp
Olá, precisa de um Advogado?